Barros Barreto realiza passeio alusivo ao Dia Mundial Sem Tabaco

O Ambulatório de Reabilitação Pulmonar, do Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), vinculado ao Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh, promoveu na manhã da última quinta-feira, 28, passeio no Parque Ambiental do Utinga aos pacientes de Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônica (DPOC). A atividade foi em alusão ao Dia Mundial Sem Tabaco, comemorado anualmente no dia 31 de maio, com o objetivo de alertar os pacientes a importância de continuarem o tratamento, como perspectiva de vida saudável.

O evento foi supervisionado pelo fisioterapeuta e chefe do serviço no hospital, Saul Carneiro; pela fisioterapeuta Ana Flávia Nunes; docente de fisioterapia da UFPA Laura Tomazi; e fisioterapeuta Edilene Falcão, do Ambulatório de Fibrose Cística. A programação contou com participação dos residentes da Saúde do Idoso e da Oncologia, ambos ligados ao setor de Fisioterapia do hospital.

Tratamento - Segundo o chefe da Unidade de Reabilitação, Saul Rassy Carneiro, a atividade visou mostrar ao paciente "que ele pode ter qualidade de vida convivendo com a doença, desde de que ele faça o tratamento, seguindo as orientações e fazendo atividades físicas".

As fisioterapeutas e residentes Ananda Nascimento, Daniela Silva, Juliana Figueiredo, Samara Cunha destacam como importância do evento a conscientização sobre os problemas que o fumo pode causar e que cada paciente, por ser um multiplicador, repassará aos amigos e familiares como combater hábitos nocivos à vida.

Ao todo, foram 25 pacientes que participaram da atividade. Entre eles, Emanuel Vieira, que comentou desejar "esse tipo de passeio todo dia. Depois que comecei a fazer o tratamento melhorei muito da minha saúde, antes não conseguia andar nem dez metros e isso não acontece agora".

Os passeios realizados pelo Ambulatório de Reabilitação Pulmonar são realizados todos os anos e passaram a ser tradição aos pacientes. Para o aposentado, Jorge Pedroso, que frequenta há mais de 20 anos o Barros Barreto, essa atividade se tornaram um estímulo para continuar com o tratamento. "Todo ano eu participo dos eventos, é um momento que a gente se diverte, conhece lugares novos e aprendemos coisas novas" ressaltou.
 

Texto e fotos: Silvia Giese – Bolsista da Ascom do Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh.