Complexo Hospitalar da UFPA inicia acolhimento dos concursados da Ebserh

O Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Pará (UFPA)/Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), composta pelas unidades João de Barros Barreto (UJBB) e Bettina Ferro de Souza (UBFS), iniciou o acolhimento dos 815 aprovados no concurso público da Ebserh, realizado em agosto de 2016. Em princípio, foram convocados a assumirem os cargos 20 profissionais das áreas assistencial, médica e administrativa, mas sete desistiram das vagas, as quais vem sendo preenchidas por outros, de acordo com a classificação. A apresentação dos novos integrantes do corpo funcional das instituições aconteceu na manhã desta terça-feira, no auditório do Centro de Estudos do Barros.
 
A abertura do evento foi realizada pelo superintendente do Complexo, o médico e sociólogo Paulo Amorim, que pontuou a importância do momento no sentido de integrar os recém-chegados aos colaboradores que se encontram nas unidades, na perspectiva de ajudá-los à adaptação de suas funções. Ele fez breve resumo do processo de mudança da gestão dos hospitais universitários, iniciado em 2015, em especial da gestão horizontal, "realizada de forma coletiva e participativa, onde tudo que é proposto passa pelo olhar crítico de um grupo de pessoas, que forma a governança das unidades". Enfatizou também a necessidade de todos conhecerem a estrutura das instituições hospitalares e indicou como melhor ferramenta os documentos oficiais, como os organogramas e o Plano Diretor Estratégico (PDE) do Complexo Hospitalar da UFPA.
 
Além de Paulo Amorim, os concursados foram recebidos pelos representantes das gerências, chefias das unidades de serviço e divisões do Barros e Bettina Ferro, entre eles, a chefe do Setor de Ensino, Ana Yokoyama, representando o gerente de Pesquisa e Ensino, Pedro Piani; a chefe da Divisão de Gestão do Cuidado, Simone Pampolha, representando a gerente de Atenção à Saúde do Barros, Ana Vicentina; a chefe da Unidade de Reabilitação do Bettina, Ana Flávia Nunes, representando o gerente de Atenção à Saúde do Bettina, Francisco Palheta; e o chefe do setor Administrativo, Célio Tavernard, representante da gerente Administrativa, Ivana Sousa.
 
Treinamento – Seguida da apresentação, os convocados receberam kit com documentos pontuando a estruturação das unidades hospitalares e foram informados pelo chefe da Divisão de Gestão de Pessoa, José Miguel Ferreira, sobre como elas funcionam. "Esse é o primeiro contato, é o nosso cartão de visita. Essas pessoas têm que se sentir enamoradas pelo hospital para que saibam da sua importância e, assim, se sintam comprometidas, por conta da importância das instituições na saúde pública no nosso Estado e até no País", frisou.
 
No período da tarde, o grupo assinou o contrato de trabalho e participou de visitas nos serviços hospitalares, para ser apresentado ao seu chefe e colegas de trabalho. Entre eles, os assistentes administrativos Milton José Wanderley Borges e Carlos Augusto Lopes Santos, e o analista administrativo, o contador Judah Levi Vieira de Lima, lotados na Divisão de Gestão de Pessoa do Barros. O trio passa por treinamento, acompanhado pelo assistente administrativo Rafael Monteiro.
 
O administrador Milton Borges, aprovado no concurso como assistente administrativo, disse que espera colaborar com as funções confiadas a ele. "Espero somar com o trabalho, porque apesar de ser formado em administração é uma fase nova na minha vida, considerando que sempre trabalhei junto ao serviço privado", declarou.
 
Concurso - A Prova Objetiva aconteceu dia 28 de agosto do ano passado e dos 47.753 candidatos inscritos 40.219 (84%) estiveram presentes e 7.534 (16%) faltaram à Prova Objetiva. Posteriormente, todos passaram por avaliação de títulos. Ao todo, as 815 vagas foram distribuídas da seguinte forma: 484 são à área assistencial; 234 vagas para a médica e 97 vagas à área administrativa. Os empregos são para o quadro de pessoal da Ebserh regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
 
Ebserh - A Ebserh é uma empresa pública, vinculada ao Ministério da Educação, que teve sua criação autorizada pela Lei 12.550, de 15 de dezembro de 2011. Ela administra o Barros Barreto e Bettina Ferro a partir da assinatura do contrato com a UFPA, em 13 de outubro de 2015.
 
 
Texto: Edna Nunes e Cleide Magalhães – Ascom Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh
 
Fotos: Edna Nunes e Silvia Giese.