USST atualiza trabalhadores do Barros sobre segurança no trabalho

A criação da Nota Técnica Conjunta nº. 09/2015 do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) foi um dos pontos que chamou a atenção dos funcionários da Unidade João de Barros Barreto (UJBB), do Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh, durante as Rodas de Conversa realizadas pela Unidade de Saúde e Segurança do Trabalhador (USST). O evento ocorreu de segunda, 10, até quarta-feira, 12, e atingiu os profissionais da assistência. A ação iniciou em junho passado e objetiva favorecer o contato direto para esclarecimento da rotina de trabalho. Para isso, foram utilizados materiais didáticos e as normativas que regulam a segurança e saúde nas atividades laborais.

A Nota Técnica tem a finalidade de justificar o atestado, a declaração e comparecimento no trabalho. Segundo a assistente social da USST, Deuzélia Oliveira, entre as informações socializadas para os funcionários destaca-se as mudanças geradas com a Nota Técnica nº 09/2015 MP, que trata da rotina de trabalho. Como exemplo ela citou a questão da falta de atestado de comparecimento em consultórios de profissionais que não podem gerá-lo, dentre os quais, nutricionistas, fisioterapeutas, assistente social e psicólogos.

"Antes da 09/15 quando o trabalhador precisava afastar do seu local de trabalho era exigida reposição de carga horária. Hoje é justificada pela chefia e cada profissional tem direito a três no mês, mas vale lembrar que se justifica de acordo com a carga horária, não o dia todo", esclareceu. Ela lembrou ainda a necessidade de reiterar com o corpo funcional do hospital sobre a realização dos exames periódicos, por ser um direito e dever do próprio empregado.

O chefe da Segurança e Saúde do Trabalhador, Wellington Lucas, informou que a equipe da Unidade registrou tanto na primeira quanto na segunda etapa das Rodas de Conversas boa receptividade dos funcionários do Barros. "Ainda que haja dificuldade de tempo na vida corrida dos trabalhadores (o que dificulta o acesso à informação dos seus direitos e deveres normatizados pelo Ministério do Trabalho), esse é momento oportuno para darmos reforço na prevenção e promoção da saúde, amplamente legislada pelos ministérios da Saúde e do Trabalho", enfatizou Lucas.

Ao longo dos três dias foram abordados os temas Norma Regulamentadora (NR) - 32, o Fluxograma do Protocolo de Profilaxia de Acidente com Material Biológico, Rotinas de Serviços da USS do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt) e Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).

Para a enfermeira chefe da Clínica de Pneumologia, Marilena da Silva, a oportunidade serviu à atualização profissional e contribuiu com informações para a melhoria dos espaços onde atua para a prevenção de acidentes. "É a oportunidade de conhecimento sobre o que há de novo em relação aos nossos direitos, então contar com a USST é muito bom".

A auxiliar de enfermagem, Isabel Andrade, revelou que pouco faz uso do seu direito da licença do local de trabalho porque não teve necessidade. "Entretanto, é importante estarmos atentos às mudanças, para quando for preciso, sabermos como proceder. Por isso é fundamental a iniciativa da Unidade de Saúde do Trabalhador para fazer com que todos os funcionários do hospital estejam esclarecidos", disse.

Texto e fotos: Edna Nunes – Ascom do Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh.